Header Ads


Deputados criticam ausência de ministro da Saúde em audiência sobre ômicron e passaporte vacinal

      Nésio Fernandes: "Vacina ainda é a melhor arma contra o vírus".  —  Foto: Divulgação.
 
Deputados criticam ausência de ministro da Saúde em audiência sobre ômicron e passaporte vacinal
Publicado no JASB em 16.dezembro.2021.  

Canal Incentivo Financeiro Representante dos secretários de Saúde dos estados crítica falta de coordenação nacional.

Deputados de diferentes partidos, inclusive governistas, criticaram a ausência do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, em reunião da Comissão de Seguridade Social e Família da Câmara dos Deputados, na quarta-feira (15). Queiroga foi convidado para falar sobre a posição do governo federal a respeito do passaporte da vacina e também sobre as ações de contenção da nova variante da Covid-19, ômicron. 
-
-
Mas não compareceu à audiência, sob a justificativa de que havia sido convocado para uma reunião com o presidente da República.

Para o deputado Felício Laterça (PSL-RJ), no atual cenário da pandemia, a presença de Marcelo Queiroga na Câmara era importante. “Eu quero enfatizar que eu sou base do governo, mas, muitas vezes aqui, nós ficamos numa saia justa. Com a ausência do sr. ministro Queiroga, salvo engano pela segunda vez. Estamos findando os trabalhos da Comissão de Seguridade Social e Família e não temos a presença do ministro num momento tão grave, para dar os esclarecimentos que são tão necessários”, afirmou.

-
-
Críticas ao governo
Quem compareceu à audiência foi o vice-presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Saúde, Nésio Fernandes de Medeiros, que é titular da pasta no Espírito Santo. Ele criticou a ausência de uma coordenação central do governo federal no combate à pandemia. E também reforçou a importância do passaporte da vacina, por se tratar de uma ferramenta de convencimento para a população se vacinar. Nésio afirmou que a vacina ainda é a melhor arma contra o vírus.

“Nós estamos falando que uma agenda séria, robusta para cobertura plena de duas e três doses em 2022, que será capaz de fazer que o Brasil, em 2022, tenha menos de mil óbitos pela Covid-19”, disse.

Hamida defendeu, além de vacinação, mais testagem e uso de máscaras.
-
-
Representante do Conselho Nacional de Secretários Municipais de Saúde, Hisham Hamida lembrou também que, mesmo com ampla cobertura vacinal, é preciso manter medidas como o isolamento social e o uso de máscaras. “Nós temos que entender que uma medida não exclui a outra. Não é porque estou vacinado que eu não tenho de seguir as medidas não farmacológicas e que eu não tenho que continuar com a minha programação de testagem”, disse.


Diante da ausência do ministro, deputados de diferentes partidos disseram que pretendem convocá-lo para uma reunião. Se for convocado, ele será obrigado a comparecer.

Reportagem – Silverio Rios
Edição – Roberto Seabra
Foto: Marina Ramos/Câmara dos Deputados
Fonte: Agência Câmara de Notícias
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

Federalização:
-
-
9 alimentos que prejudicam a saúde do estômago

      O cuidado com a alimentação é determinante para uma vida com qualidade.  —  Foto: Divulgação.
 
Canal Incentivo Financeiro Má digestão, azia, dores abdominais e sensação de estufamento. O que todos esses sintomas têm em comum? Todos podem ser provocados ou agravados por uma dieta baseada em alimentos prejudiciais à saúde do estômago.

VEJA TAMBÉM:
-
-
Abono salarial para ACS's e ACE's é aprovado pela Câmara Municipal de Belém 

      Abono salarial dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias será pago como incentivo financeiro.  —  Foto: Divulgação.
 
Canal Incentivo Financeiro O projeto de lei, enviado pelo prefeito Edmilson Rodrigues, para a concessão de abono salarial aos Agentes Comunitários de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e de Bem Estar Social, foi aprovado pela Câmara Municipal de Belém (CMB). A categoria esteve em peso nas galerias da CMB aguardando a aprovação. Veja a matéria completa, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.