Header Ads


Os Agentes de Saúde e os dirigentes sindicais que se perpetuam no poder, quem paga essa conta?

     Os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias são as maiores vítimas da perpetuação de lideranças sindicais no poder. São eles que pagam essa conta.  —  Foto: Reprodução/Ilustrativa.
 
Os Agentes de Saúde e os dirigentes sindicais que se perpetuam no poder, quem paga essa conta?
Publicado no JASB em 22.novembro.2021.  

Camisas para ACS/ACE | No cenário nacional, diante da falta de união, tanto agentes comunitários de saúde, quanto agentes de combate às endemias tem se deparado com notícias desagradáveis pertinente a representação de seus direitos. Os fatos que envolvem sindicalistas, que atacam constantemente a representação da categoria, tem colocado em risco o reajuste do Piso Salarial Nacional. Foram meses de ataques contra a CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde. A falta de união e de respeito foram percebidos, tantos nas redes sociais, assim como em Brasília. 
-
-
Essas informações não representam novidade alguma. Basta assistir qualquer live envolvendo os ex-diretores da Confederação Nacional (pelo menos até hoje) e será possível identificar ataques contra a instituição mais antiga na representação nacional dos ACS/ACE.

Arrecadação milionária
Recentemente divulgamos que os opositores da Confederação desenvolveram um sistema de pagamento entre os sindicatos associados que é  capaz de proporcionar uma arrecadação de quase DOIS MILHÕES E MEIO DE REAIS ao ano. Ora, se uma associação recém criada, que nem mesmo possui CNPJ, cria um sistema capaz de arrecadar todo esse volume de dinheiro, imaginem quanto é movimentado em dinheiro dos sindicatos que são associados nos estados.
-
-
Sindicato não empresa pública
Nessa matéria o agente comunitário de saúde Eliomar Neves* (Itapebi - BA) projeta a reflexão dos colegas da categoria, sobre uma matéria que trata da postura anti-sindical de algumas lideranças, que buscam se manter nos sindicatos por tempo indeterminado. Situação que faz do cargo uma carreira com garantias e privilégios exclusivos, inacessível aos demais membros da própria categoria, ou seja, os associados são impedidos de fazer parte dessa elite. Analisemos o contexto da matéria!

Sindicalistas que fazem de tudo para se eternizar na representação sindical -  como verdadeiras armadilhas regimentais  eles(as) manipulam as categorias e se perpetuam no poder e ainda dobram as contribuições sindicais e os associados ficam cada vez mais endividados.

Representantes de quem?
Entre os ACS/ACE é assim: o sindicalista, que já é financiado pela categoria em sua cidade e seu estado, quer ser presidente ou liderança nacional, basta criar qualquer associação com um nome fantasia que esconda que se trata de uma associação e pronto, se tornou uma representação nacional. Mas, quem elegeu essa representação? Que treta é essa? Para onde foi a tão falada democracia, que garante eleição para representação de forma limpa e transparente?
-
-
Quem paga essa conta?
"Dados do Ministério do Trabalho apontam que havia, em 2014, ao menos 8.518 sindicalistas, incluindo cargos de presidente e diretores em geral, com mais de dez anos de mandato — no Poder Executivo só podem ficar oito anos no cargo. 

O número pode ser maior, pois falta transparência e uma série de entidades não fornece seus dados, denuncia a reportagem de O Globo.


Mais de 30 anos após a Constituição ter avançado para garantir a liberdade sindical, fundamental para lutas e conquistas dos trabalhadores, lacunas como a falta de transparência, fiscalização frouxa e a pouca representatividade deixam um caminho aberto para os abusos.

Algumas centrais sindicais já reconhecem que é necessário pensar em novas normas. O próprio Supremo Tribunal Federal (STF) indica que as entidades não tem salvo-conduto e precisam ser fiscalizadas!" Detalhe: essa fiscalização não existe e o preço que tem sido pago pelos associados é muito alto.
-
-
Privilégios embutidos nos estatutos
Com verdadeiras armadilhas em seus estatutos, armadilhas essas elaboradas por sindicalistas malandros torna quase impossível formar uma chapa e ainda permite que a reeleição ou de forma indireta os caciques sindicais se mantenha no poder!

A situação dos ACS/ACE
Uma verdadeira ditadura se formou na direção de maioria dos sindicatos no Brasil entre eles estão centenas de sindicatos de ACS e ACE, onde quem dita as pautas são os próprios dirigentes sindicais sem se quer consultar a categoria em suas bases!

O que fazer para evitar os abusos
Nós trabalhadores precisamos nos atentar para isso e passar a fiscalizar mais os nossos sindicatos afinal é o dinheiro do trabalhador que financia essas entidades e seus dirigentes estão sujeitos a prestar contas e até ser punidos caso estejam descumprindo a legislação vigente!


Por Eliomar Neves com informações de O Globo 
CN - Conexão Notícia  e JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil 

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.
-
-
ACS's e ACE's de todo o Brasil terão Prejuízos Grandes e graves, diz presidente da CONACS

     Ilda Angélica Correia, presidente da CONACS, alerta para o risco dos ACS/ACE ficarem sem o Reajuste do Piso devido a divisão provocada pelos defensores de outra pauta.  —  Foto: Reprodução.
 
A presidente da CONCACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, Ilda Angélica Correia, usou as Redes Sociais para fazer mais um alerta a todos os Agentes Comunitários e de Combate às Endemias do país. Veja a matéria completa, aqui! 

Federalização: Saiba o que realmente ela significa para os 90% dos ACS/ACE que a desejam.

     As entidades representativas dos Agentes Comunitários de Saúde e os Agentes de Combate as Endemias são obrigadas a defender as pautas escolhidas por esses agentes.  —  Foto: Reprodução.
 
A Federalização dos ACS/ACE é a única alternativa possível para acabar com os desvios de recursos destinados pelo Ministério da Saúde a esses trabalhadores/as. Os assédios morais, impedimentos para garantia de direitos, desvios milionários e mais... Veja a matéria completa, aqui!
Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.