Header Ads


CONACS traz ótimas notícias sobre derrubada do veto e garantia orçamentária para o Reajuste de 2022.

     Diretores da CONACS trazem ótimas notícias sobre derrubada do veto e garantia orçamentária para o Reajuste de 2022.  —  Foto: Divulgação.
 
CONACS traz ótimas notícias sobre derrubada do veto e garantia orçamentária para o Reajuste de 2022.
Publicado no JASB em 16.dezembro.2021.  

Canal da CONACS A CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde permanece trabalhando nos bastidores  da Câmara dos Deputados e Senado Federal. Nos últimos minutos fortalecendo ainda a derrubada do veto 44 item 8, buscando garantir o Orçamento para pagamento do Reajuste do Piso Nacional, que será garantido /mediante a aprovação da PEC 22. Confirmada a derrubada do veto para essa sexta-feira (17/12/21), saiba mais aqui!
-
Após a confirmação da Câmara e do Senado em pautar a apreciação dos vetos, CONFIRMADA para amanhã às 10 hrs. na Câmara e às 14 hrs. no Senado.

Confira o vídeo produzido pela CONACS:


A falta de previsão legal: Alerta contra o Golpe do falso Piso de  R$ 1.920. Por Cosmo Mariz.

O sindicalista e Bacharel em Direito, Cosmo Mariz, é diretor presidente do SINDAS-RN, uma instituição que tem apresentado relevante avanço na luta pela garantia dos direitos dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias do Rio Grande do Norte. 

O alerta de Cosmo Mariz
Agentes de saúde estão sendo induzidos em erro e podem prejudicar o Piso Nacional em 2022, com a conversa de um suposto piso de R$ 1.920,00, a partir de janeiro o que é mentira.

A CONACS sabe o que está fazendo, tem pé no chão e não precisa mentir ou enganar ninguém. Todos sabem que esse ano só temos condições de garantir o orçamento, e isso ainda não se resolveu, depende da derrubada do veto 44-8.
-
-
Todos sabem que garantindo-se o orçamento agora, é a única garantia do piso salarial em 2022, por meio da PEC 22. Infelizmente esse ano não sairá NENHUMA PREVISÃO LEGAL PARA UM NOVO PISO.

Atenção! 
Mobilizar os deputados contra a votação da PEC 22 em 2022, sob alegação de que já está certo um piso de R$ 1.920,00, fará com quê apenas se garanta no orçamento um piso em 2022 de R$ 1.920,00.

Com orçamento sem previsão legal não receberemos piso. Em março quando a previsão legal do piso vier pela PEC 22, precisaremos do orçamento. Se caírem na conversa de um piso certo que não existe, só será garantido orçamento para R$ 1.920,00 para 2022.

Querendo ou não, agrade quem agradar, só sairá piso com base legal.  Se tivesse base legal para um piso a partir de janeiro de 2022 de R$ 1.920,00 até eu estaria defendendo. Se temos que esperar até março de 2022 de toda forma, que se aprove um orçamento para 2 salários e pague-se após a PEC 22 ser aprovada, retroativo a janeiro de 2022.

Não se deixe enganar procure uma opinião fora da categoria e extra representações. Pode ser membros da OAB, advogado particular, contador etc.  Só não procure gestores. Veja o vídeo aqui!

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

-
-
9 alimentos que prejudicam a saúde do estômago

      O cuidado com a alimentação é determinante para uma vida com qualidade.  —  Foto: Divulgação.
 
Canal Incentivo Financeiro Má digestão, azia, dores abdominais e sensação de estufamento. O que todos esses sintomas têm em comum? Todos podem ser provocados ou agravados por uma dieta baseada em alimentos prejudiciais à saúde do estômago.

VEJA TAMBÉM:
-
-
Abono salarial para ACS's e ACE's é aprovado pela Câmara Municipal de Belém 

      Abono salarial dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias será pago como incentivo financeiro.  —  Foto: Divulgação.
 
Canal Incentivo Financeiro O projeto de lei, enviado pelo prefeito Edmilson Rodrigues, para a concessão de abono salarial aos Agentes Comunitários de Endemias, Agentes Comunitários de Saúde e de Bem Estar Social, foi aprovado pela Câmara Municipal de Belém (CMB). A categoria esteve em peso nas galerias da CMB aguardando a aprovação. Veja a matéria completa, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.