Header Ads


Novo decreto: Ceará recomenda adiamento do início das aulas e reduz capacidade de estádios

        Camilo e o secretário da Saúde em anúncio de novas medidas de contenção  da Covid-19.   —  Foto: Reprodução.
 
Novo decreto: Ceará recomenda adiamento do início das aulas e reduz capacidade de estádios
Publicado no JASB em 14.janeiro.2022.  

PIS/PASEP Máscara N95 passa a ser obrigatória para trabalhadores de farmácias, escolas e supermercados, conforme o governador Camilo Santana anunciou nesta sexta-feira, 14
-
-
Diante da escalada da pandemia, o Governo do Estado recomenda que escolas com alunos de até 11 anos que estão planejando o início das atividades para a próxima segunda-feira adiem o retorno por 15 dias. Estádios de futebol terão capacidade reduzida para 30% até o dia 5 de fevereiro. O uso de máscara N95 será obrigatório para trabalhadores de estabelecimentos como farmácias, escolas e supermercados. 

Medidas foram anunciadas pelo governador Camilo Santana (PT) em transmissão nas redes sociais. Decisão foi tomada após reunião do Comitê Estadual de Enfrentamento à Pandemia, realizada nesta sexta-feira, 14. 


Conforme o governador, será anunciado na próxima semana um apoio financeiro a todos os municípios do Estado do Ceará. O repasse de recursos será direcionado às ações de enfrentamento à nova onda da pandemia.  
-
-
Dados da Covid-19
A nova variante Ômicron já é predominante no Estado aumentando a demanda assistencial. Contudo, a maioria dos casos em pessoas vacinadas é leve. "A grande maioria das pessoas que estão precisando de internação ou mais grave não se vacinaram ou não tomaram a dose de reforço", disse Camilo.

Uma grande preocupação  é o adoecimento dos profissionais de saúde, que tem prejudicado a escala de trabalho e, consequentemente, o atendimento na ponta. Além disso, demais síndromes respiratórias principalmente a Influenza A tem afetado a demanda assistencial.

Conforme o secretário da Saúde, Marcos Gadelha, a positividade de exames para Covid-19 vem aumentando progressivamente. Em Fortaleza, a positividade chegou a quase 45%. Na Capital, as Unidades Básicas de Saúde já superaram a média diária de atendimentos do pico da segunda onda, chegando a 2.784 pacientes. Ele pontua que já são mais de mil atendimentos diariamente nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs).

"A gente tem ficado um pouco menos preocupado porque isso não tem pressionado muito os hospitais em termos de internação em UTIs. Mas estamos nos antecipando e abrindo diariamente leitos de UTIs no Leonardo da Vinci e nas várias unidades de saúde do Ceará. Porque a gente não sabe como esse cenário vai se comportar em virtude da grande velocidade de transmissão da Ômicron", afirma Gadelha. 
-
-

Decretos na 2ª onda no Ceará
2º lockdown: o isolamento rígido em Fortaleza começou em 5 de março de 2021. No dia 13, decreto estadual estendeu as medidas para todo o Estado.

12 de abril: no dia 4 de abril, Camilo Santana anunciou o início da flexibilização no Ceará para o dia 12 de abril. Com a reabertura, foram permitidas algumas atividades de serviço e comércio em horários reduzidos, toque de recolher de segunda à sexta-feira e lockdown aos fins de semana.

17 de abril: decreto anterior foi mantido, com liberação de atividades físicas individuais em espaços públicos.

23 de abril: flexibilização avança com liberações para escolas, igrejas, templos. barracas de praia e academias de ginástica. Lockdown continua aos sábados e domingos.
-
-
30 de abril: Camilo anuncia flexibilização aos sábados e domingos, com autorização para funcionamento de comércio e restaurantes. Na semana, as regras seguem as mesmas.

7 de maio: após quatro semanas de flexibilização, o Ceará não avança na reabertura, mantendo as medidas em vigor. Dois indicadores acenderam sinal de alerta: alto patamar de internações e aumento na positividade de exames

14 de maio: Região de Fortaleza e de Sobral avançam na flexibilização, com ampliação do horário de funcionamento das atividades comerciais. Cariri, Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe continuam com as mesmas restrições.

22 de maio: decreto anterior é prorrogado mantendo ampliação Fortaleza e de Sobral e medidas mais rígidas nas outras três regiões do Estado
-
-
29 de maio: decreto amplia flexibilização no Sertão Central e Litoral Leste/Jaguaribe, que passam à mesma situação de Fortaleza e Sobral. Cariri mantém restrições

4 de junho: decreto amplia horário de funcionamento de shoppings e restaurantes até 22 horas e toque de recolher vai para 23 horas. Exceção é Cariri, onde restrições são mantidas.


11 de junho: governo libera aulas em todas as séries do ensino médio, amplia a capacidade de público em academias, reabre museus, bibliotecas e cinemas. Apenas o Cariri continua com restrições

18 de junho: governador anuncia prorrogação do decreto, interrompendo a sequência de reabertura. Restrições mais severas mantidas no Cariri.

25 de junho: governo libera aulas presenciais em universidades.

28 de junho: decreto autoriza o funcionamento de feiras livres.

9 de julho: anunciado aumento do horário do comércio.

23 de julho: restaurantes podem funcionar até 23 horas. Eventos podem receber até 200 pessoas.

6 de agosto: por causa da chegada da variante Delta, decreto é prorrogado sem mudanças.
-
-
20 de agosto: Camilo anuncia que restaurantes moderão funcionar até meia noite.

3 de setembro: Camilo amplia horário de comércio e academias.

17 de setembro: aulas liberadas com 100% da capacidade e anúncio de evento-teste

1º de outubro: restaurante poderão funcionar até 2h; ensino presencial reforçado

15 de outubro: jogos autorizados com 30% da capacidade; as igrejas poderão funcionar com 100% da capacidade; e lojas, eventos e restaurantes também tiveram capacidade ampliada

29 de outubro: Camilo amplia para 80% público nos estádios e exige vacinação

12 de novembro: Passaporte de vacina será exigido em restaurantes, bares e eventos no Ceará

26 de novembro: Camilo anuncia que academias, cinemas e teatros poderão ter 100% de público com passaporte da vacina
-
-
11 de dezembro: Estabelecimentos públicos estaduais devem cobrar passaporte da vacina

24 de dezembro: sem novo decreto, Camilo afirma que o Ceará irá vacinar crianças de 5 a 11 anos contra a Covid-19 conforme a posição do Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass)

Decretos no Ceará - 2022
4 de janeiro: Camilo proíbe Carnaval, Pré-Carnaval e reduz capacidade de festas no Ceará

Ana Rute Ramires, O Povo.
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

VEJA TAMBÉM:
-
-
Covid-19: quase 9 mil brasileiros vacinados morreram em julho de 2021.

         Os números aparecem em um levantamento realizado pela Revista Oeste.    —  Foto/Reprodução/Tomaz Silva/Agência Brasil.
  
Das 38,3 mil mortes relacionadas à covid-19 registradas pelo Ministério da Saúde (MS) em julho no Brasil, 8,8 mil foram de pacientes que haviam recebido ao menos uma dose de imunizante para combater a doença. Ao todo, 4 mil pessoas que morreram já haviam recebido a segunda injeção. Veja a matéria completa, aqui!

Trabalho dos agentes de saúde gera uma economia anual de R$ 48 bilhões aos cofres públicos 
      Trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias geram saúde e economia para o Brasil.  —  Foto: Divulgação.
 
Conforme avaliação realizada pelo JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, o impacto positivo do trabalho realizado pelos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias gera uma economia anula de R$ 48 bilhões aos cofres públicos públicos brasileiros. Leia a matéria completa, aqui! 

-
-
14º Incentivo Financeiro Adicional:


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.