Header Ads


Agentes comunitários realizam busca ativa de casos suspeitos de hanseníase em domicílio

      Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou a busca ativa de casos suspeitos de hanseníase.   —  Foto: Reprodução.
 
Agentes comunitários realizam busca ativa de casos suspeitos de hanseníase em domicílio
Publicado no JASB em 04.janeiro.2022.  

PIS/PASEP A Prefeitura de Manaus, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), iniciou na segunda-feira, 3/1, a busca ativa de casos suspeitos de hanseníase em domicílios selecionados de forma aleatória nos bairros de maior incidência da doença, entrevistando moradores a partir de questionário elaborado pelo Ministério da Saúde.
-
-
As visitas em domicílio estão sendo realizadas por Agentes Comunitários de Saúde (ACSs) e seguirão até sexta-feira, 7/1, em 12 bairros: Colônia Antônio Aleixo, Jorge Teixeira, Cidade de Deus, Santa Etelvina, Novo Aleixo, Alvorada, Compensa, Petrópolis, Centro, Cachoeirinha, Praça 14 de Janeiro e Japiim. A estimativa é de que sejam realizadas 5.530 entrevistas em 1.106 imóveis.

Segundo a chefe do Núcleo de Controle da Hanseníase da Semsa, enfermeira Ingrid Simone Alves dos Santos, a ação faz parte da mobilização do “Janeiro Roxo”, campanha nacional de prevenção e controle da hanseníase, executada pela Prefeitura de Manaus anualmente com o objetivo de reforçar o trabalho de diagnóstico precoce da doença, garantindo o tratamento em tempo oportuno para seja possível evitar sequelas da doença.

-
-
O município de Manaus registrou 100 casos novos de hanseníase no ano passado. Desse total, um índice de 19,35% já apresentava sequelas irreversíveis no momento do diagnóstico. É o índice mais elevado nos últimos 20 anos e mostra a importância da ampliação cada vez maior das ações de diagnóstico e busca ativa nos serviços de saúde, bem como a sensibilização da população sobre os sintomas da doença”, ressaltou Ingrid Santos.

A enfermeira lembrou também que a hanseníase tem cura e o início do tratamento medicamentoso interrompe a cadeia de transmissão. “A única forma de controle é aumentar o número de pacientes diagnosticados de forma precoce, iniciando o tratamento a tempo de evitar sequelas e interrompendo o processo de transmissão da doença, que pode manifestar os sintomas entre dois e sete anos a partir da contaminação”, informou Ingrid.

Ação

Após a visita dos ACSs aos domicílios, os formulários das entrevistas, devidamente preenchidos, serão encaminhados para avaliação pelas equipes das Unidades de Saúde mais próximas das residências. Dependendo do caso, com a confirmação da suspeita da hanseníase, será feito o agendamento para consulta com uma equipe especializada para confirmar ou descartar o caso. A consulta vai ocorrer no período de 19 a 21 de janeiro em 11 Unidades de Saúde, com médicos dermatologistas, fisioterapeutas, médicos clínicos e enfermeiros.
-
-
Registros

Em 2019, Manaus registrou 120 casos novos de hanseníase. Em 2020, foram 70 novos casos diagnosticados e, em 2021, o número chegou a 100 casos novos.


Em 2021, a taxa de abandono do tratamento ficou em 2,25%, a menor dos últimos 20 anos em Manaus. A proporção de cura foi de 93,26%, ultrapassando a meta do Ministério da Saúde que é atingir 90% de cura entre os casos diagnosticados.

Doença

A hanseníase é uma doença infecciosa crônica, causada pelo bacilo de Hansen (Mycobacterium leprae). Sua transmissão ocorre quando uma pessoa doente, sem ter iniciado o tratamento, elimina o bacilo por meio de secreções nasais, tosses ou espirros. A transmissão requer um convívio próximo e por um tempo prolongado.
-
-
Os sintomas na fase inicial da doença são as lesões na pele que causam diminuição ou ausência de sensibilidade ou lesões dormentes. Em estágios mais avançados pode apresentar edema de mãos e pés, febre, dor na articulação, ressecamento dos olhos, nódulos dolorosos, mal-estar geral, dor ou espessamento dos nervos periféricos, principalmente nos olhos, nas mãos e nos pés, e a diminuição ou perda de força nos músculos, inclusive nas pálpebras.

Texto – Eurivânia Galúcio / Semsa
Fotos – Camila Batista / Semsa

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO: Portaria 3.941 - Programa Saúde com Agente
      Nova Portaria sobre o Programa Saúde com Agente  —  Foto: Reprodução.
 
DIÁRIO OFICIAL DA UNIÃO - PORTARIA GM/MS Nº 3.941, DE 27 DE DEZEMBRO DE 2021. Altera a Portaria GM/MS nº 3.241, de 7 de dezembro de 2020, que institui o Programa Saúde com Agente, destinado à formação técnica dos Agentes Comunitários de Saúde e dos Agentes de Combate às Endemias.  Veja a matéria completa, aqui!

Em Geminiano, agente comunitária de saúde morre aos 43 anos; prefeito decreta luto. 

      Maria das Mercês Sousa da Silva.   —  Foto: Reprodução.
 
A agente comunitária de saúde do município de Geminiano, Maria das Mercês Sousa da Silva, faleceu na manhã desta terça-feira, 04 de janeiro, no Hospital Regional Justino Luz, em Picos. Veja a matéria completa, aqui!

-
-
Conteúdo relacionado:


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.