Header Ads


Diário Oficial da União publica o Reajuste do Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias.

      Governo Federal sanciona Reajuste do Piso Nacional dos Agentes Comunitários e de Combate às Endemias   —  Foto/Reprodução.
 
Diário Oficial da União publica o Reajuste do Piso Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias.
Publicado no JASB em 27.dezembro.2021.  

Canal Exclusivo do Incentivo Depois de muitas batalhas em Brasília, além dos diversos paradoxos que acabaram por atrapalhar as articulações no Congresso Nacional, finalmente é possível respirar fundo com a publicação do Reajuste do Piso Nacional no Diário Oficial, apesar da publicação não fazer menção de qual o valor que será aplicado ao reajuste, exatamente como é possível conferir. O valor deverá constar em portaria específica do Ministério da Saúde, publicada por meio do FNS - Fundo Nacional de Saúde. 
-

Havia uma série de questionamentos se o presidente da República, Jair Bolsonaro, iria sancionar o reajuste ou não, contudo, a presidente da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes de Saúde, Ilda Angélica Correia, já havia assegurado que houve acordo com lideranças do pode Governo, inclusive, com Eduardo Gomes, líder do Governo no Congresso Nacional.


      Hildo Rocha, Ilda Angélica Correia e Eduardo Gomes.  —  Foto: Divulgação.

A tão esperada publicação do Reajuste do Piso Salarial Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias, finalmente foi publicado no Diário Oficial Nacional. Ele saiu como edição à Lei Federal nº 14.194, de 20 de agosto de 2021. Sendo publicado em: 21/12/2021, Edição: 239, Seção: 1, Página: 1. Órgão: Atos do Poder Legislativo.


O pagamento dos R$ 1.750,00 deverá ocorrer no início de fevereiro, retroativo à janeiro. Ou seja, após publicação de uma portaria descriminando os valores, o Ministério da Saúde, via FNS - Fundo Nacional de Saúde, irá repassar os recursos aos municípios, estados e Distrito Federal ainda nos primeiros dias de fevereiro, referente ao pagamento de janeiro. 
-

Em matéria, publicada pelo JASB no dia 18 de dezembro, registramos os agradecimentos de Ilda Angélica ao apoio recebido de parlamentares e da categoria de ACS's e ACE's:

"Muito obrigado a todos que estiveram envolvidos nessa luta, os deputados, senadores, diretores da confederação nacional, e todos que estiveram de suas casas nos acompanhando até aqui. Derrubamos o veto 44/2021, mas continuaremos lutando em Brasília, agora, pela aprovação da PEC 22/11. Não desistiremos até que alcancemos o nosso tão merecido reajuste. ACS e ACE, comemorem, essa vitória é de toda a categoria."


Derrubada do veto
A batalha em Brasília não se resumiu na derrubada do veto 44.8, mas, também foi necessário continuar com as articulações até que o Reajuste do Piso para o próximo ano estivesse garantido. 
-

O valor do Reajuste
O valor do Reajuste pretendido era de aproximadamente dois salários mínimos, depois veio a ideia de R$ 1.920. Valor que, supostamente, já possuía orçamento garantido pelo relator da LDO - Lei de Diretrizes Orçamentárias, deputado Hugo Leal. Infelizmente, tudo passou de um engano que somente atrapalhou as articulações em Brasília, além de criar uma falsa expectativa depois que a Associação Fnaras usou as suas redes sociais para informar que o valor estava garantido, inclusive, fez uma pesquisa entre os ACS/ACE para usar como ferramenta  de convencimento de que os R$ 1.920 era o valor desejado pela categoria e não a proposta da PEC 22, que seria adiada para março. Como realmente foi adiada, mediante acordo entre a CONACS e o deputado Marcelo Ramos.

      Valor que garante o Reajuste do Piso Nacional dos Agentes Comunitários e de Combate às Endemias   —  Foto/Reprodução.

Aprendemos com os erros
Tudo ficou mais do que claro: se a guerra de egos dos que tentam destruir a reputação da CONACS persistir, sem dúvida alguma, todos os ACS/ACE estarão fadados a cair em abismo profundo. Mais do que falta de união, a mágoa de ex-diretores da Confederação, o ódio e busca de vingança, revela o quanto as questões pessoas já prejudicaram os agentes a nível nacional. E de nada adiantou fazer a simulação de que existia entidades unidas e a que a Confederação seria a única a não aceitar a suposta unidade. Até entidade que não existe foi criada para iludir aos ACS/ACE. O tal movimento pela desprecarização e a falsa informação de que existe mais de 600 grupos de WhatsApp lotados de ACS/ACE que supostamente apoia os revoltosos ex-diretores. Tudo não passa de ilusão. Os tal movimento não conta nem mesmo com 60 grupos. Esta mentira é apenas mais uma dentre as tantas outras criadas para enganar a categoria. Mas, o que esperar de instituições que nem mesmo possuem CNPJ? 
-

ACS/ACE querem respeito
Usando as redes sociais, tanto agentes comunitários, quanto agentes de combate às endemias pediram respeito. Reconheceram que os ataques sofridos pela CONACS foi uma das razões que criaram prejuízo, inclusive, provocando o atraso na votação da PEC 22, cujo principal objetivo é a garantia de um Piso Nacional de valor igual ou próximo de dois salários mínimos.  

A falta de competência
A falta de maturidade que possibilite o entendimento de que liderança não é sinônimo de intriga ou de rixa, revela o quanto ainda poderemos ter dor de cabeça com o uso da internet como ferramenta de propagação do ódio e intolerância. 

Oposição à CONACS usa as redes sociais para cometer crimes contra Ilda Angelica

      Oposição à CONACS usa as Redes Sociais para atacar a presidente, Ilda Angélica. —  Foto: Divulgação.
 
Quanto mais fecharmos os olhos para atos criminosos cometidos por pessoas que busca usar a categoria como objeto de promoção pessoal, na busca por poder e dinheiro, mais estaremos contribuindo com o atraso do avanço das pautas mais importantes aos ACS/ACE.
-

No print acima, revela um dos diversos ataques que a oposição à  CONACS, vem realizado contra a presidente da instituição, Ilda Angélica Correia. São pessoas, que se dizem lideranças, que agem  como se a internet fosse um "mundo sem leis," usam as Redes Sociais para atacar... Leia a matéria completa, aqui! 

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

Federalização:
-

Menina morre após segurar respiração em desafio do TikTok.

      Menina morre ao segurar respiração para desafio do tiktok. Nyla e sua mãe, Tawainna Anderson.  —  Foto: Divulgação/Reprodução / ABC.
 
Uma menina de 10 anos de idade morreu na Pensilvânia (EUA), ao tentar cumprir um desafio do TikTok intitulado Blackout Challenge, que consiste em uma competição entre os usuários para ver quem consegue segurar a respiração por mais tempo, até desmaiar.

-
-
UPAs de Fortaleza registram mais de mil atendimentos por síndrome gripal por dia

      Fortaleza enfrenta epidemia de síndromes gripais.  —  Foto: Divulgação/ Yago Albuquerque.
 
Número corresponde a média de atendimentos na última semana. Faixa etária com maior número de casos é entre 20 a 29 anos. Mais da metade dos casos é classificada como "pouco grave", conforme dados do IntegraSUS. Veja a matéria completa, aqui!
-
-
Conteúdo relacionado:

Um comentário:

  1. Seria bom se os vereadores enchergace os agentes que trabalham tanto no sol Salvado tanta gente e não tem valor.Ilda vc sim sabe a quanto nós lutamos cuidado do nosso povo que precisa.

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.