Header Ads


Suspensa licença de médico acusado de aumentos ilegais de mama e pênis em NJ

      O paciente submetido ao procedimento de aumento peniano passou por 2 intervenções cirúrgicas de emergência, alega o Gabinete do Procurador-Geral.  —  Foto: Reprodução.
 
Suspensa licença de médico acusado de aumentos ilegais de mama e pênis em NJ
Publicado no JASB em 02.novembro.2021.  

Camisas para ACS/ACE As autoridades de New Jersey suspenderam temporariamente a licença de um médico que atua no Condado de Essex sob acusações de que ele estava realizando cirurgias cosméticas invasivas indevidamente, incluindo procedimentos não cirúrgicos para aumento do pênis e seios, disseram as autoridades. 

O Dr. Muhammad A. Mirza consentiu em ter sua licença temporariamente suspensa enquanto aguardava uma audiência perante o juiz de Direito Administrativo e autoridades médicas estaduais. Mirza é certificado em Cedar Grove (NJ).

As autoridades estaduais relataram que ele viajou para dezenas de locais alugados em New Jersey e estados vizinhos, realizando "procedimentos estéticos invasivos com treinamento formal inadequado e pouca consideração pela saúde e segurança de seus pacientes", anunciou o procurador-geral do estado, Andrew J. Bruck, na terça-feira (19). 

Mirza anunciava e executava seus serviços através da clínica Mirza Aesthetics, que opera principalmente em espaços alugados no Estado Jardim, assim como Connecticut, Pensilvânia e Nova York.

Os pacientes que buscam procedimentos cosméticos têm direito a cuidados seguros e adequados por profissionais devidamente treinados que colocam sua saúde e segurança acima de tudo”, disse Bruck em um comunicado. “Não permitiremos que os médicos tirem proveito do desejo dos pacientes de melhorar a aparência e se sentir melhor consigo mesmos, submetendo-os a procedimentos clinicamente inadequados que os expõem a danos graves e desfiguração permanente”.


O médico atendia até 30 pacientes por dia em “espaços improvisados com protocolos abaixo do padrão para manutenção de registros médicos, acompanhamento de pacientes e armazenamento de suprimentos médicos, incluindo produtos que requerem refrigeração e controle estrito de temperatura”, acrescentou Bruck.

O estado alegou em uma queixa apresentada ao Conselho Estadual de Examinadores Médicos, que tomou a decisão de buscar a suspensão, que o uso indevido de certos enchimentos dérmicos sem registro" representa um perigo claro e iminente ao público".

Em um caso, ele usou um produto dérmico injetável em um procedimento de aumento peniano não cirúrgico que causou danos permanentes a um paciente que sofreu complicações que exigiram sua hospitalização, onde ele passou por duas intervenções cirúrgicas de emergência, alega o Gabinete do Procurador-Geral. Quando questionado por um médico do pronto-socorro, Mirza não revelou com precisão o preenchimento exato que usava, o que tornava mais difícil para os médicos cuidar do paciente.


Em outras situações, ele usou um preenchimento dérmico injetável sem registro próximo aos olhos dos pacientes que, se feito incorretamente, poderia ter levado à perda de visão ou cegueira permanente, alertou o escritório. Ele também supostamente usou um preenchimento sem registro para aumento dos seios que poderia obscurecer os resultados da mamografia do paciente e outro sem realizar testes de alergia cutânea em pacientes antes de iniciar os procedimentos.

Apoiem os Pequenos negócios. Mantenha a economia girando!

Por Leonardo Ferreira
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.



Novidade sobre o PL que torna obrigatório o repasse do "Décimo Quarto" aos ACS e ACE.

    PL garante o pagamento do Incentivo dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias —  Foto/Reprodução/Gilson Abreu/AEN.

Projeto determina repasse de incentivo financeiro aos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias apresentou novidades no Portal da Câmara dos Deputados. Veja a matéria completa, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.