Header Ads


Canadá: Québec cria imposto a cidadãos não vacinados contra a Covid-19

        O imposto não será aplicado às pessoas que, por razões médicas, não podem se vacinar.   —  Foto: Reprodução/AFP - ANDREJ IVANOV.
 
Canadá: Québec cria imposto a cidadãos não vacinados contra a Covid-19
Publicado no JASB em 12.janeiro.2022.  

PIS/PASEP Abalada pela propagação da variante ômicron, a província canadense do Québec vai criar um imposto sanitário para quem não se vacinou contra a Covid-19. Segundo as autoridades locais, os não imunizados são "um fardo financeiro para toda a população".
-
-
Chamada de "contribuição à saúde", o governo do Québec quer que a taxa represente "um valor significativo", ainda em discussão. O imposto não será aplicado às pessoas que, por razões médicas, não podem se vacinar. 

Segundo o primeiro-ministro da província, François Legault, os 10% de habitantes do Québec que ainda não se imunizaram não devem "prejudicar" os 90% vacinados. "Não cabe a todos os quebequenses pagar por isso", afirmou, durante uma coletiva de imprensa, na terça-feira (11). 

-
-
Legault explicou que esses 10% de adultos não vacinados representam 50% das pessoas em unidades de terapia intensiva, situação que descreveu como "chocante". "Eu compreendo e sinto essa revolta com a minoria não vacinada que ocupa nossos hospitais", acrescentou.

Restrições aos não vacinados 

Em uma tentativa de conter a nova onda, provocada pela variante ômicron, o Québec anunciou em 31 de dezembro o retorno de algumas restrições, incluindo um toque de recolher às 22h e a proibição de reuniões privadas. Há poucos dias, as autoridades locais indicaram que parte do comércio considerado não essencial, como lojas de bebidas alcoólicas e de canábis, seria proibido a pessoas não vacinadas. 

-
-
Essa província francófona no sudeste do Canadá, com oito milhões de habitantes, registra falta de profissionais de saúde e hospitais saturados por contaminados pela Covid-19. No total, 2.742 pessoas estão hospitalizadas, das quais 255 em estado grave nas UTIs. 

Caso o imposto aos não vacinados seja aprovado, o Québec se tornará um dos primeiros a adotar esse tipo de medida. O governo federal também fecha o cerco aos resistentes e cogita cancelar o seguro-desemprego das pessoas atualmente sem trabalho que recusam a imunização anticovid. 

Com informações da AFP
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com informações da TV Anhanguera.
O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 
-
-
Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

VEJA TAMBÉM:

Incentivo Financeiro: ACS vereador Júnior Leandro é aplaudido por conquista dos ACS/ACE
 
       Articulação do vereador Júnior Leandro garantiu o Incentivo Financeiro para mais de 1.600 agentes.   —  Foto: Reprodução.
 
O prefeito Cícero Lucena reuniu grande parte dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias de João Pessoa para anunciar a efetivação da propositura, de autoria do vereador Júnior Leandro, referente ao Incentivo Financeiro Adicional, uma gratificação de final de ano, conhecida como 14º Salário...

Trabalho dos agentes de saúde gera uma economia anual de R$ 48 bilhões aos cofres públicos 
      Trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias geram saúde e economia para o Brasil.  —  Foto: Divulgação.
 
Conforme avaliação realizada pelo JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, o impacto positivo do trabalho realizado pelos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias gera uma economia anula de R$ 48 bilhões aos cofres públicos públicos brasileiros. Leia a matéria completa, aqui! 

-
-
Conteúdo relacionado:


Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.