Header Ads


Projeto de criação do Curso Tecnólogo beneficiará a Agentes Comunitários e de Combate às Endemias

     Reunião para apresentação de projeto do primeiro curso em nível superior do CTT.  —  Foto: Reprodução.
 
Projeto de criação do Curso Tecnólogo beneficiará a Agentes Comunitários e de Combate às Endemias
Publicado no JASB em 04.novembro.2021.  

Camisas para ACS/ACE O Diretor do CTT, Francisco Mousinho, destacou que os projetos de criação dos cursos técnicos em destaque nesta matéria, beneficia aos Agente Comunitário em Saúde e Agentes de Combate as Endemias.

O Reitor Gildásio Guedes recebeu na manhã desta quinta-feira (04), a Superintendente do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (EBTT), Tâmara Muniz; o Diretor do Colégio Técnico de Teresina (CTT), Francisco Edinaldo Mousinho; e docentes do EBTT, para tratar sobre o projeto do Curso Tecnólogo em Agroecologia, o primeiro em nível superior do CTT. 
-
-
O Projeto Pedagógico do novo curso já está aprovado e foi entregue durante a reunião para o Reitor, que destacou a importância do trabalho desenvolvido no CTT na formação de profissionais, esclarecendo, ainda, dúvidas quanto ao formato e conteúdo do novo curso. "A oferta desse novo curso possibilita ainda mais a ampliação de qualificação profissional por meio dos nossos cursos".


Segundo o Diretor do CTT, o projeto de criação do curso teve início em 2018 e a Comissão responsável finalizou recentemente o Projeto Pedagógico. “Foi realizada ontem reunião com o Conselho Superior do CTT para tratar da aprovação do projeto do curso, que foi aprovado com unanimidade e agora anexaremos ao processo a ata da reunião e a minuta do PPC para que possa então ser dada a tramitação na Universidade, com aprovação pelo CEPEX e assim podermos disponibilizar o curso no SISU ano que vem”, destaca Francisco Mousinho.


O Diretor frisou também que a proposta do CTT é dar continuidade ao apoio de criação de novos cursos, inclusive em outras áreas, como informática e saúde. Estão em andamento, os projetos de criação dos cursos técnicos em Meio Ambiente e em Agente Comunitário em Saúde.

O curso visa atender o mercado crescente na área de Agroecologia

“Trata-se de uma graduação em nível tecnólogo, voltada para o mercado de trabalho, com foco na formação de profissionais e com duração menor em comparação aos cursos de bacharelado ou licenciatura. 


O Curso Tecnólogo em Agroecologia terá duração de três anos e meio, o que possibilita que o aluno chegue ao mercado de trabalho em um tempo menor. Além disso, o curso será concentrado em um turno único, a tarde, facilitando que esse aluno consiga cumprir a carga horária e conclui-lo. Serão oferecidas 50 vagas por período”, explica a coordenadora do curso, Cristiane Lopes.

Reitor e Superintendente do EBTT, Tâmara Muniz

A Superintendente do EBTT, Tâmara Muniz, destacou que as instalações a serem utilizadas e o corpo docente do curso são do próprio CTT, que conta com 90% do corpo docente formado por doutores. "Dessa forma, após aprovação pelo CEPEX o curso já possui todas as condições para ser iniciado", finaliza. 
-
-
O profissional tecnólogo em Agroecologia está capacitado para planejar, analisar, executar e monitorar sistemas de produção agropecuária, considerando os aspectos de sustentabilidade econômica, ambiental, social e cultural de modo integrado, tornando-se essencial nos dias atuais.

Obs: orientamos para que os interessados no curso, verifique se está disponível na Universidade Federal de seu estado. Se estiver, parabéns! Caso contrário, verifique com os gestores a possibilidade de disponibilizá-lo.

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil - Com informações da Universidade Federal do Piauí.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.

-
-

ACS/ACE de todos os estados brasileiros reagem nas Redes Sociais contra a tentativa de sabotagem do Reajuste do Piso Nacional

     Várias lideranças estão em Brasília, algumas para defender a PEC 22 e outras para defender a nova PEC, a 14.  —  Foto: Reprodução.
 
Os agentes comunitários de saúde e os agentes de combate a endemias dos mais diversos recantos do Brasil, em face da matéria publicada ontem (1º/11), sob o título: "Urgente: Sabotagem contra o Reajuste do Piso Nacional poderá deixar os ACS/ACE sem reajuste," manifestaram-se indignados. Nas Redes Sociais, principalmente por meio do WhatsApp e Facebook. O tema ficou em evidência em grupos de praticamente todos os estados brasileiros.  Veja a matéria completa, aqui!

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.