Header Ads


Recebendo dobrado: Agentes comunitários e de endemias estão dobrando os próprios salários nos municípios.

        Articulação dos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias pode garantir um salário bruto expressivo, graças ao aumento do salário base.  —  Foto/Reprodução.
 
Recebendo dobrado: Agentes comunitários e de endemias estão dobrando os próprios salários nos municípios
Publicado no JASB em 20.julho.2022. Atualizado em 29.julho.2022.    

Grupos no WhatsApp Um dos principais apoiadores da  CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, Deputado Valtenir Pereira, autor da Emenda Constitucional 120/2022, que garantiu o salário base de 2 salários mínimos à categoria, tem atuando para que os agentes consigam ainda mais recursos financeiros, mediante dispositivos legais dos municípios. Entenda o caso! 
-
-
Conforme já comentado em matéria publicada no JASB recentemente, ficou claro que o novo piso salarial para os agentes comunitários de saúde (ACS) e agentes de combate às endemias (ACE) está garantido na EC nº 120/22, contudo, é preciso implantar o Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) nos municípios em que os agentes estiverem vinculados, alerta o deputado Valtenir. 

Valtenir, que, além de professor de direito, também é defensor público em Mato Grosso, destacou a importância da categoria, ele comentou: São os agentes os grandes facilitadores das ações preventivas do SUS, para alcançar o bem estar da população, fazendo a diferença lá na comunidade." 

-
-
O parlamentar comentou com Samuel Camêlo, editor do JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, sobre a importância de implantação do PCCS nos municípios, de forma que o salário bruto dos agentes comunitários e de combate às endemias possa ter um ganho real ainda mais expressivo. 

Além da preocupação com a valorização financeira dos agentes, o autor da EC 120 tem trabalhado de forma exaustiva para ampliar os ganhos das duas categorias, tanto a nível nacional quanto a nível estadual. 

        A prefeita Juliana Aldigueri está elevando os rendimentos dos agentes comunitários e de combate às endemias para R$ 4.120,80.  —  Foto/Reprodução.

No Ceará, a prefeita do município de Granja, Juliana Aldigueri, encaminhou à Câmara Municipal, em sessão extraordinária, o Projeto de Lei que reajusta o piso salarial dos Agentes Comunitários e de Combate às Endemias, em conformidade com a EC. nº 120/2022, ao patamar base de dois salários mínimos. Conforme notícia publicada neste veículo de informação, exclusivo, dos ACS/ACE, noticiamos os fatos que remente a realidade vivenciada pelos agentes do município, que possui um dos maiores salários de ACS do estado (2º maior), e um dos maiores do Brasil, pois paga 30% de incentivo e 20% de produtividade, além da insalubridade de 20%. Os ACS do município de Granja passarão a receber R$ 4.120,80.
-
-
Atuação em Mato Grosso
Em Cuiabá, Valtenir participou de uma reunião com a secretária de Gestão e seu corpo jurídico para explicar com detalhes cada artigo, dispositivo e fazer os ajustes necessários para que os agentes da capital do Mato Grosso consigam ampliar os ganhos financeiros. 

"Vamos avançar neste processo e em breve o prefeito deve encaminhar o projeto para a Câmara dos Vereadores”, ressaltou o defensor público Valtenir, que conseguiu a aprovação da emenda constitucional enquanto esteve no exercício do mandato parlamentar em substituição ao deputado federal Carlos Bezerra no primeiro semestre de 2021 e 2022.

        O Dr. Valtenir Pereira, após a aprovação da EC 120, continua trabalhando para que o texto da Insalubridade em 40% e Aposentadoria Especial sejam regulamentados pelo Congresso Federal.  —  Foto/Reprodução.

Trabalho da liderança
A presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde de Mato Grosso (Sindacs-MT), Dinorá Magalhães, ressaltou que o ajuste para implantação do PCCS na Capital, atende uma categoria que está há anos buscando esse direito. 
-
-
Estamos aqui nesta batalha a muito tempo para atender os anseios da nossa categoria. A reunião para tratar do PCCS foi muito produtiva e quero dizer para todos os agentes que vai ficar ótimo”, comemorou. 


A Prefeitura de Cuiabá cabe elaborar o Projeto de Lei para enviar a Câmara dos Vereadores com a tabela de vencimentos para atender a Emenda Constitucional 120/22. O vencimento dos ACE e ACS está sob responsabilidade da União, e cabe aos Estados, ao Distrito Federal e aos Municípios estabelecer, além de outros consectários e vantagens, incentivos, auxílios, gratificações e indenizações, a fim de valorizar o trabalho desses profissionais. 

Ainda em Cuiabá - também participaram da reunião o vice presidente do Sindacs-MT, Domingos Antunes e a líder dos ACS e ACE de Cuiabá, Romilda Faria.
-
-
É fundamental que as lideranças das duas categorias façam a articulação necessária em seus municípios com o objetivo de garantir ganhos reais, que serão pagos mensalmente aos agentes. Temos muitos bons exemplos em que os ACS/ACE saíram de uma situação financeira bastante modesta e passaram a receber um salário bruto de significativa relevância. Isso é possível, em qualquer município. Basta as lideranças se mobilizarem com as duas categorias até que o objetivo seja alcançado. 

Envie informações de sua categoria, em sua cidade à redação do JASB por e-mail: agentesdesaude(sem spam) @gmail.com ou por meio dos formulários de conato da página.

 Receba notícias direto no celular  entrando nos nossos grupos. Clique na opção preferida:
 WhatsApp , Telegram   Facebook  ou Inscreva-se no canal do  JASB no YouTube 


Autorizada a reprodução, desde que a fonte seja citada com o link da matéria.


JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.
O jornalismo do JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil precisa de você para continuar marcando ponto na vida da categoria. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 
-
-

Prefeitos que se negarem a pagar os R$ 2.424 e retroativos, pode sofrer improbidade administrativa e até ser presos.

        O pagamento dos 2 salários mínimos como Piso Nacional dos agentes comunitários e de endemias é garantido por Emenda Constitucional.  —  Foto/Reprodução.
 
Os prefeitos que se negarem a realizar o pagamento dos 2 salários mínimos como vencimento base dos agentes comunitários e de endemias poderão responder  por improbidade administrativa e até ser presoVeja a matéria completa, aqui!

-
-
Confira qual será o valor do Piso Nacional dos Agentes de Saúde em 2023. 

        Estimativa de Piso Nacional dos agentes comunitários e de combate às endemias para 2023.  —  Foto/Reprodução.
     
O valor do salário mínimo em 2023 considera os dados macroeconômicos com o PIB, INPC, e o IPCA. Esses são os índices que medem a inflação. Veja a matéria completa, aqui!



Tecnologia do Blogger.