Header Ads


MONAFE - Movimento da Federalização cobra de Arthur Lira a votação na Câmara da PEC do Reajuste do Piso Nacional

        O  deputados Arthur Lira  declarou em dezembro que iria pautar a PEC 22 para votação no mês de março.     —  Foto/Reprodução.
 
MONAFE - Movimento da Federalização cobra de Arthur Lira a votação na Câmara da PEC do Reajuste do Piso Nacional.
Publicado no JASB em 07.março.2022. Atualizado em em 09.março.2022. 

Grupos no WhatsApp O MONAFE - Movimento Oficial Nacional da Federalização irá "engrossar o caldo" em defesa do reajuste do Piso Salarial Nacional. É importante destacar que o pagamento imediato dos R$ 1.750 deve ser defendido.
-
-
Os membros do MONAFE - Movimento formado por milhares de agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias dos mais diversos municípios e estados brasileiros, formado pela base, que são exatamente trabalhadores/as das bases, irá cobrar do presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, a votação na Câmara da PEC 22. Proposta que garante um Piso Salarial às duas categorias em valor igual a 2 salários mínimos. 

Atualmente o Movimento Oficial da Federalização conta com expressivo potencial midiático, que envolve inúmeros grupos no WhatsApp, Twitter, Blogger, Youtube e Facebook. Nas comunidades dessa última plataforma há o envolvimento expressivo de ACS/ACE. 

O  deputados Arthur Lira (Alagoas) declarou (em 14 de dezembro), que iria pautar a PEC 22 para votação nesse mês de março. A declaração foi dada em reunião com membros da CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, a pauta foi solicitada pelo senador Fernando Collor (Alagoas). Garantir a aprovação da PEC 22 não é garantir apenas um piso salarial aos ACS/ACE, mas, ainda o incremento de recursos federais no Orçamento de 2022 para a correção das remunerações.


Segundo a presidente da CONACS, Ilda Angélica Correia, a proposta estabelece mecanismos que dispensa a necessidade de mobilização anual com a finalidade de garantir orçamento.

“É um compromisso nosso valorizar os agentes comunitários de saúde e os endemia, fundamentais para que a saúde pública funcione”, defendeu Lira aos agentes de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão e Minas Gerais que participavam da comitiva. 

        Samuel Camêlo em ato pela garantia de direitos dos ACS/ACE em Caruaru, Pernambuco.     —  Foto/Reprodução.

"Se ainda hoje não temos o Reajuste do Piso Nacional garantido de fato, significa que algo muito sério está acontecendo. Isso não é por acaso. Atualmente as diversas agremiações políticas conseguem identificar que há uma divisão no meio dos que erguem a bandeira nacional em defesa das pautas das duas categorias (ACS e ACE), o que enfraquece o movimento em prol da garantia de direitos. Contudo, é possível mudar essa realidade e avançarmos, bastando que os egos seja deixados de lado, que a guerra de narrativas, temperadas com mentiras sejam substituídas pela boa vontade. Será que isso é muito edifício ou complicado? Será que não é possível trabalhar sem jogar pedra nos colegas que fazem os mesmos trabalhos?" Há quase 20 anos usamos as ferramentas da rede mundial de computadores para apoiar as pautas das duas categorias e temos a plena convicção de que temos condições de avançar na garantia de direitos da coletividade, contudo, é preciso humildade, comentou Samuel Camêlo - coordenador da rede de voluntários da MNAS e um dos principais defensores da Proposta de Federalização dos ACS/ACE.


Já o senador Fernando Collor destacou o empenho do presidente da Câmara para acelerar a tramitação da PEC. “A sensibilidade do presidente Arthur Lira foi fundamental. Ele recebeu muito bem as demandas dos agentes e prometeu colocar em março a votação da PEC. Foi um grande momento em reconhecimento ao trabalho que os agentes realizam no Brasil”, expôs Collor.

        Jader Albuquerque, presidente do Sindagreste, entregou documento ao deputado Arthur Lira.     —  Foto/Reprodução.

O presidente do Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias da Região Metropolitana do Agreste de Alagoas (Sindagreste), Jader Albuquerque, informou que já havia conversado com o presidente Arthur Lira no ano passado (2021) em Delmiro Gouveia. “Tivemos uma boa conversa com o presidente na oportunidade e conseguimos dele o apoio para a PEC”.

Autorizada a reprodução, desde que a fonte seja citada com o link da matéria.

JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil com informações da Ascom Arthur Lira.
O jornalismo do JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.
-
-
VEJA TAMBÉM:


Projeto institui conselhos profissionais dos agentes comunitários de saúde

        Dr. Leonardo: conselhos reforçarão importância do trabalho dos agentes.     —  Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados.
 
O Projeto de Lei 160/22 institui o conselho nacional e os conselhos regionais dos agentes técnicos comunitários de saúde que atuam no Sistema Único de Saúde (SUS). A proposta tramita na Câmara dos Deputados. Veja a matéria completa, aqui!

-
Lista das cidades que pagaram o Reajuste de R$ 1.750 do Piso Nacional dos ACS/ACE

        Em Pesquisa realizada pelo JASB, ACS/ACE informaram que várias Prefeituras já estão pagando o Reajuste do Piso Nacional em valor de R$ 1.750.     —  Foto/Reprodução.
 
Fique atento sobre as cidade que estão pagando o Reajuste do Piso Nacional. Ainda no dia 08 de janeiro de 2022, fizemos uma matéria exclusiva sobre a primeira cidade a declarar que pagaria o novo Reajuste do Piso Nacional aos ACS/ACE, em valor de R$ 1.750,  Veja a matéria completa, aqui!

-
-
Conteúdo relacionado:

Tecnologia do Blogger.