Header Ads


Servidores da Saúde de Campina Grande protestam contra descaso da gestão

     Agente comunitária de saúde comenta a situação. —  Foto: Reprodução.
 
Servidores da Saúde de Campina Grande protestam contra descaso da gestão
Publicado no JASB em 10.outubro.2021.  

Agentes de Saúde Servidores da Saúde de Campina Grande protestam mais uma vez contra descaso da gestão e cobram cumprimento dos direitos da categoria

Segundo presidente do Sintab Giovanni Freire, não há diálogo com a categoria por parte do novo secretário de Saúde, Gilney Porto.

Por mais que persista o descaso da gestão municipal, os servidores da Saúde de Campina Grande seguem incansáveis na luta pelos seus direitos e realizaram mais uma mobilização, na manhã desta sexta-feira, 08, no pátio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). O ato integrou o calendário de paralisações semanais de dois dias, aprovado em assembleia da categoria no dia 30 de agosto. No próximo dia 13, acontecerá assembleia virtual decisiva, de avaliação e encaminhamentos, a partir das 14h30.

Conforme destacou o presidente do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste e Borborema (Sintab), Giovanni Freire, não há diálogo com a categoria por parte do novo secretário de Saúde, Gilney Porto.


Não houve diálogo nenhum por parte do atual secretário. Vejam vocês que semana passada teve unidade de saúde que não tinha máscara para os profissionais e não é a primeira vez que denunciamos isso aqui. A nossa pauta aqui é extensa, os Planos de Cargos não cumpridos, as progressões não pagas. São servidores que estão há mais de quatro anos sem reajuste salarial. Não se garante o mínimo mas querem cobrar o máximo, portanto a gente não vai desistir”, ressaltou.

O diretor de Política e Formação do Sintab, Franklyn Ikaz, também lembrou que a pauta reprimida é antiga.

Enquanto estiverem nos atacando nós lutaremos pelos nossos direitos! Entra prefeito sai prefeito e os problemas continuam os mesmos, porque não têm interesse de resolver, eles decidiram pelo não, decidiram que querem condenar não só os servidores, mas a população que tem nos serviços públicos sua única chance de viver”, afirmou.

Assim também reforçou o diretor de Comunicação, Napoleão Maracajá.

É a mesma pauta de dias atrás, de anos atrás, pasmem, sem nenhuma resolutividade, não se faz sequer o trivial, trabalhadores concursados que prestam um bom serviço mesmo faltando os insumos essenciais”, comentou.


Uma usuária do serviço público de saúde, que será identificada apenas como Socorro, pediu a palavra, para também denunciar a precariedade do serviço.

“Eu moro na liberdade e tem um posto que quando eu vou lá para pedir um exame passa três quatro meses, não tem remédio, não tem nada, a gente não é obrigado a aguentar isso”, disse.

Essa realidade de descaso, que afeta a própria dignidade e coloca vidas em risco, foi denunciada ainda pelos próprios servidores, caso da agente comunitária de saúde (ACS) Ivone Agra.


Nós estamos aqui e paralisamos as nossas atividades não porque nós somos preguiçosos, esta é a imagem que a prefeitura constrói dos servidores junto à mídia, mas a nossa luta é justa! Nós somos os principais soldados do SUS, imaginem Campina sem a atenção básica para atender os mais pobres?! Eu não recebi fardamento, nas unidades não tem remédio para todo mundo, a nossa realidade é muito cruel”, lamentou.

Foto: Ascom
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui!

Confira os preços baixos de nossa loja, aqui!

VEJA TAMBÉM:


Escola no RJ alerta pais sobre a série da Netflix ‘Round 6’; LEIA CARTA NA ÍNTEGRA

     Round 6 tem classificação indicativa de 16 anos, porém, crianças de 7 e 8 anos tem acompanhado a série.  —  Foto: Reprodução.
 
Agentes de Saúde A direção da Escola Aladdin, no Pechincha, zona oeste do Rio de Janeiro, enviou a pais e responsáveis uma carta sobre preocupações a respeito da série coreana Round 6, da Netflix. O conteúdo viralizou em grupos de WhatsApp... Veja a matéria completa, aqui!


FNARAS e CONACS em Brasília: Somente a união em defesa dos direitos dos ACS/ACE trará a vitória 

     Palestra educativa iniciou a programação da campanha no município.  —  Foto: Reprodução.

Agentes de Saúde | Puxada pela CONACS - Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde, cuja proposta inicial de mobilização nacional com manifestação em Brasília, foi amplamente questionada nas m´dias sociais, a Associação Fnaras também aderiu ao movimento no Distrito Federal. E como fica a Federalização?

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.