Header Ads


‘Estou morrendo’, disse Bolsonaro chorando a médico antes de internação

      Presidente Jair Bolsonaro.  —  Foto: Divulgação.
 
‘Estou morrendo’, disse Bolsonaro chorando a médico antes de internação
Publicado no JASB em 06.janeiro.2022.  

Canal da Federalização Em entrevista ao jornal O Globo, o médico responsável pela internação de Jair Bolsonaro (PL) por conta de uma obstrução intestinal, Antônio Luiz Macedo, disse que o presidente lhe ligou chorando e dizendo “estou morrendo de dor. A coisa está ruim”.
-
-
Bolsonaro teve alta na manhã de quarta-feira (5), do Hospital Vila Nova Star, em São Paulo, sem precisar ser submetido a uma cirurgia. No entanto, segundo o médico, o caso “foi perigoso”.

“Ele me ligou chorando de dor. Falou ‘Estou morrendo, Macedo. A coisa está ruim'”, disse o médico, que explica que não há como um paciente não pedir ajuda médica em casos como o de Bolsonaro. “A dor é pavorosa. É como alguém bater com um martelo na barriga com força”, disse.

-
-
Bolsonaro sofreu um atendado em 2018, em Juiz de Fora (MG), quando recebeu uma facada na barriga. Desde então, ele já passou por seis cirurgias. Há cerca de seis meses, o presidente teve outra obstrução intestinal, mas, assim como agora, não precisou de cirurgia, como explica Macedo ao Globo.

Foi menos grave. Ele se recuperou rapidamente. Mas não existe ‘pequena obstrução’ no caso do presidente. O intestino está todo colado na parede devido a vários fatores —a própria facada, as cirurgias, os sangramentos e infecções já ocorridos. É sempre perigoso. Na hora que passamos a sonda nele, saiu um litro de suco gástrico do estômago. Se ele vomitasse, o líquido entrava nos pulmões e ele morria”, explicou o médico.

IstoÉ
JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil.

O jornalismo do Conexão Notícia precisa de você para continuar marcando ponto na vida das pessoas. Faça doação para o site. Sua colaboração é fundamental para seguirmos combatendo o bom combate com a independência que você conhece. A partir de qualquer valor, você pode fazer a diferença. Muito Obrigado! Veja como doar aqui! 

Inscreva-se no canal do JASB no YouTubeWhatsAppTelegram ou Facebook.
-
-

Trabalho dos agentes de saúde gera uma economia anual de R$ 48 bilhões aos cofres públicos 
      Trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias geram saúde e economia para o Brasil.  —  Foto: Divulgação.
 
Conforme avaliação realizada pelo JASB - Jornal dos Agentes de Saúde do Brasil, o impacto positivo do trabalho realizado pelos agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias gera uma economia anula de R$ 48 bilhões aos cofres públicos públicos brasileiros. Leia a matéria completa, aqui! 

-
-
Agentes de Saúde garantiram R$ 800 milhões do orçamento para o Reajuste do Piso  

      Pagamento do Reajuste do Piso Nacional não será pago automaticamente aos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias.  —  Foto: Divulgação.
 
Depois da grande batalha em Brasília, que deu origem ao Reajuste do Piso Nacional em valor de R$ 1.750, há algumas informações importantes que precisam ser observadas para que o reajuste seja garantido. Para facilitar a vida dos Agentes Comunitários de Saúde e Agentes de Combate às Endemias... Leia a matéria completa, aqui! 

Conteúdo relacionado:

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.